A Polícia Civil do Maranhão, por meio da 21ª Delegacia Regional de Cururupu, apreendeu, com apoio operacional do 25º BPM/Cururupu, 05 (cinco) caminhões com a capacidade plena de carga ocupada com cigarros contrabandeados.

A equipe de captura desta Delegacia Regional já monitorava um grupo que fazia grandes transportes de cargas contrabandeadas na região em que utilizava portos clandestinos localizados em sítios da Zona Rural para fazer recebimento de diversas cargas de cigarros contrabandeados, que posteriormente tomariam rumo aos grandes polos do estado.

Na manhã de 16/07/20, chegou ao conhecimento da equipe de investigadores a informação de que vários caminhões estariam na cidade para receberem uma grande carga de cigarro por meio de um dos postos clandestinos já monitorados, tendo inclusive, alguns carros de passeios servido como vigias e/ou escolta para tais caminhões.

Na madrugada do dia 17/07/20 foi montada campana policial, com apoio da Polícia Militar, quando dois caminhões carregados de cigarros foram interceptados ao tentar deixar a cidade de Cururupu - Ma. Também foi apreendido um veículo modelo Toyota Corolla, que servia como escolta.

Em prejuízo dos respectivos condutores dos veículos foi lavrado auto de prisão em flagrante pela prática dos crimes de associação criminosa e receptação qualificada, bem como houve representação por suas prisões preventivas.

Dando continuidade à operação, a equipe plantonista da Delegacia Regional, já na manhã do dia 17/07/20, se deslocou, juntamente com uma equipe do 25°BPM, até um sítio rural, onde era feita toda a operação de carregamento. No local foram encontrados três caminhões carregados.

No mesmo sítio em questão foram encontradas duas armas de fogo, um revólver Cal. 32 e uma espingarda artesanal, em posse do proprietário do sítio, que foi autuado em flagrante por posse ilegal arma de foto.

Saldo da operação: foram apreendidos cincos caminhões, um veículo de passeio, duas armas de fogo e uma carga de aproximadamente 2.126.500 (dois milhões, cento e vinte e seis mil e quinhentas) carteiras de cigarros avaliada em cerca de R$ 21.265.000,00 (vinte e um milhões, duzentos e sessenta e cinco mil reais).




Publicidade: