Dayane Oliveira / Foto: Polícia Civil.
A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras - MA e da Delegacia de Polícia Civil da cidade de Lago da Pedra, deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva exarado pelo juízo de direito da 2ª Vara da comarca de Lago da Pedra - MA, nos autos nº 107-10.2019.8.10.0039, em desfavor de Dayane Oliveira da Silva pelo descumprimento de condições impostas em decisão judicial que havia fixado prisão domiciliar com cautelares.

Dayane e Cláudio Olievira de Sousa haviam sido presos em flagrante delito, no dia 22 de Março 2019, na cidade de Lago da Pedra, Dayane, pela prática da infração prevista no art. 33, caput, e 35 da Lei 11.343/06 e art. 16 da Lei 10.826/03 e Cláudio, pela prática da infração prevista no art 33, § 1º, inciso III, e art. 35 da Lei 11.343/06 e art. 16 da Lei nº 10.826/03. Crimes de tráfico e associação para o tráfico, bem como o crime de posse ou porte de arma de fogo de uso restrito.
Continua depois da publicidade:
Avenida Rio Branco - Nº 691 - Pedreiras - MA

Dayane havia sido beneficiada pela concessão da prisão domiciliar com cautelares, mas como foi mencionado, terminou por descumprir as condições e foi novamente presa, agora em cumprimento ao mandado de prisão preventiva.

A investigação criminal é um instrumento de defesa da cidadania e uma vez possuidora de dupla função (prevenir e reprimir práticas delitivas), deve estar alicerçada em técnicas e métodos específicos, os quais, uma vez consubstanciados em princípios e regras constitucionais, sejam capazes, cientificamente e com base nos mais elevados valores éticos e morais, de produzir justiça e paz social.

"Mais uma vez a Polícia Civil vem atuando de forma a tutelar o interesse da sociedade". Disse o delegado regional Diego Maciel Ferreira, titular da  14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedreiras.

Notícia relacionada:
https://www.blogricardofarias.com.br/2019/03/casal-e-preso-e-armas-de-fogo-sao_23.html 

Rua da Independência - Nº 244 - Pedreiras - MA