Nilton César Silva Aguiar havia fugido da Casa de Custódia no último dia 05 de abril deste ano.


O bandido responsável pelo assassinato do policial militar do Piauí Erisvan Mesquita Silva, ocorrido em 23 de novembro de 2015, foi morto durante uma tentativa de assalto dentro do Banco Siccob, na manhã desta segunda-feira (20), no município de São Mateus - MA.

A ação criminosa, que terminou em uma troca de tiros com um vigilante e Nilton César Silva Aguiar, que havia fugido da Casa de Custódia no último dia 05 de abril deste ano, foi filmada por uma câmera de segurança.

Por volta de 11h13, o criminoso Nilton César acessou a agência bancária se passando por cliente, utilizando uma placa de metal na perna esquerda, a fim de facilitar sua entrada com uma arma de fogo, sem precisar passar pela porta giratória, que possui sistema de bloqueio.

Cerca de dois minutos depois, ele deixou o local onde estava sendo atendido e correu em direção ao vigilante com uma arma em punho. O profissional reagiu e conseguiu efetuar um disparo no pescoço de Nilton César que, mesmo ferido, conseguiu atingir o vigilante com um tiro, mas sem gravidade.

Outros dois suspeitos, que acompanhavam o criminoso, conseguiram se evadir antes da chegada a Polícia Militar. Equipes do 23º Batalhão da Polícia Militar de São Mateus, sob o comando do major Hamilton, isolaram a área e acionaram o serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer o vigilante.

No local, foram apreendidos dois revólveres calibre .38, um do bandido e outro do vigilante, além de 12 munições, sendo duas intactas no revólver do vigilante. O material foi apresentado à delegacia de Polícia Civil de São Mateus. Veja o vídeo abaixo:


Sobre a morte do PM do estado do Piauí:

Segundo o portal G1-PI, No dia 23 de novembro de 2015, Nilton César, na companhia de outro indivíduo, abordaram o policial militar Erisvan Mesquita Silva, que também conduzia uma motocicleta, e transportava a quantia de R$ 39 mil, em um semáforo no cruzamento da Avenida Barão de Gurguéia com a Gil Martins, no bairro Tabuleta.

Nilton estava na garupa da moto e desceu apontando a arma para a vítima, que reagiu e trocou tiros com o criminoso. Durante a troca de tiros, o policial acabou sendo atingido e morreu em decorrência dos ferimentos no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Condenação

No dia 8 de março de 2017, a juíza Junia Maria Ferreira Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal da Comarca de Teresina, condenou Nilton Cesar, vulgo César do Queijo, pelo latrocínio contra o policial militar Erisvan Mesquita Silva, de 38 anos, no bairro Tabuleta, em Teresina, em julho de 2015. Nilton César foi condenado a 26 anos e 3 meses de reclusão em regime fechado.

Publicidade: