O Governo do Estado do Maranhão nega qualquer autorização para que municípios antecipem de forma autônoma as doses da vacina AstraZeneca, contra a Covid-19.


De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por enquanto, nem mesmo há um estudo acerca desta orientação por enquanto.

A informação foi divulgada no dia 8 deste mês pelo Estadão. Segundo a reportagem, além do Maranhão, outros estados como Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Santa Catarina também teriam orientado cidades para executarem a medida.

A antecipação, de acordo com a matéria, reduziria de 12 para 8 semanas o intervalo entre as doses.

Além destes estados, de acordo com o portal G1, Acre, Tocantins e Piauí também teriam antecipado o prazo das doses.

O objetivo da orientação seria, ainda segundo a reportagem, evitar desperdícios de lotes de vacinas supostamente recebidas por estados com prazos de validade próximos de expirarem. Outra razão é o temor com a variante Delta, registrada segundo cientistas no país, inclusive no Maranhão.

Fonte: @oestadoma

Publicidade: