Na manhã desta quarta-feira (25), a mulher que não quis relevar sua identidade, procurou a 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedreiras para registrar um boletim de ocorrência.

Na oportunidade a mulher concedeu entrevista para a equipe de reportagem da TV Rio Flores, canal 07, e falou sobre as ofensas e ameaças.

Segundo ela, as ofensas foram proferidas através de massagens de textos e áudios em um grupo do aplicativo WhatsApp, depois que ela declarou publicamente seu voto nas eleições municipais 2020.

Ainda segundo a mulher, os áudios amplamente divulgados em vários outros grupos do aplicativo, aumentando ainda mais o constrangimento.

Publicidade: