O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Lourival Serejo, deu posse, nesta sexta-feira (21), aos magistrados Rodrigo Nina e Larissa Tubinambá como juízes auxiliares na Comarca da Ilha de São Luís.


O termo de posse foi lido pelo diretor-geral, Mário Lobão, na presença do corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, e familiares.


O presidente do TJMA, desembargador Lourival Serejo, falou da alegria e satisfação em empossar os juízes na entrância final, destacando que “o magistrado deve abraçar a profissão e não deixar o lado social, ter sensibilidade com a sociedade e marginalizados, não ficar alheio às intempéries sociais e agir com solidariedade”.

O corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, comentou sobre o papel do juiz, neste momento único vivenciado, como aquele que deve ouvir com atenção e levar em conta os clamores da sociedade. “Ouvir com a vontade de compreender, de evoluir. O melhor do juiz é atuar com eficácia, com foco na resolutividade. O interesse do juiz não pode ser visto de forma isolada, mas com foco no interesse dos destinatários”, frisou.
A juíza Larissa Tupinambá – promovida da 3ª Vara de Pedreiras para entrância final – mencinou sua trajetória de quase 17 anos de carreira, com passagem em diversas regiões do Maranhão, desde o Sul, passando pela Baixada Maranhense até o Médio-Mearim. 

“A expectativa é que, chegando em São Luís, estando perto da família, exerça minha vocação ainda com mais inspiração e estímulo, pronta para os novos desafios, para servir ao Tribunal e bem servir aos jurisdicionados”, ressaltou.

O magistrado Rodrigo Nina – que tem 16 anos de magistratura, promovido da 1ª Vara de Pinheiro para São Luís – declarou sentir uma emoção muito grande em chegar à capital. “É algo que todo juiz espera ao longo de sua carreira. Passei em diversas comarcas do Maranhão, sendo titularizado em Santa Luzia do Paruá, onde permaneci 11 anos na mesma comarca, depois fui removido para a Comarca de Pinheiro, onde atuei junto a minha esposa que também é juíza”, contou.

O juiz disse que espera contribuir com os outros magistrados da capital. “Pretendo dar uma prestação jurisdicional de forma célere, como sempre desenvolvi na carreira, e espero poder colaborar para o engradecimento do Poder Judiciário na capital do Estado”, concluiu.

Também participaram da solenidade de posse, os juízes Ferdinando Serejo e Marco Adriano, a juíza Tereza Nina (esposa do juiz Rodrigo Nina) e o conselheiro estadual de Educação, Geraldo Castro (marido da juíza Larissa Tupinambá).








Publicidade: