A trombose é uma doença que assusta a maioria das pessoas pelo fato de serem muito difundidas as suas complicações, que podem levar a morte. Mas, é preciso ter consciência de que existem formas de prevenir a doença e tratá-la.

A seguir, conheça mais detalhes sobre esta condição e como agir diante da suspeita de trombose!
O que é a trombose?
Como o próprio nome sugere, trata-se da formação de trombos (aglomerados de células sanguíneas), quando há acumulo (estase) de sangue e redução do fluxo.
Sendo assim, existem algumas situações de risco, que aumentam o risco para o desenvolvimento da patologia. Dentre elas, estão:
  • Ser mulher, devido às questões hormonais;
  • Longos períodos de imobilidade, como internamentos hospitalares ou viagens de avião com duração prolongada;
  • Realização de cirurgias recentemente;
  • Uso de anticoncepcionais;
  • Genética;
  • Existência de varizes;
  • Algumas doenças crônicas, como insuficiência cardíaca;
  • Tabagismo.
Dentre outras.
Quais os sintomas?
Pode-se dizer que a trombose é uma doença de evolução muito rápida, e assim que há a formação do trombo, os sintomas surgem. Isso ocorre porque o aglomerado de células formado obstrui a passagem de sangue, o que desencadeia uma resposta intensa no organismo.
O local mais comum de formação de trombos é na perna, e por isso espera-se que o paciente sinta:
  • Dor intensa em apenas uma perna;
  • Inchaço;
  • Sensação de calor e percepção de aumento de temperatura no membro dolorido;
  • Endurecimento da pele.
Imagine que o trombo localizado na perna pode ser “carregado” pela corrente sanguínea e atingir outros locais, sendo os pulmões mais frequentemente afetados. A tal quadro, chama-se de embolia pulmonar, e é percebido através de intensa falta de ar – sendo este quadro passível de complicações, inclusive a morte.
Como prevenir-se?
Embora algumas situações de risco não possam ser evitadas, há fatores que podem ser modificados no sentido de prevenir a trombose. Dentre eles, podemos citar:
  • Parar de fumar;
  • Reduzir o peso;
  • Evitar uso de anticoncepcionais e terapia de reposição hormonal, principalmente quando houver presença de casos de trombose na família;
  • Tratar as varizes;
  • Investir em atividades físicas;
Dentre outros.
Algumas doenças podem predispor a trombose, e nestes casos, um médico irá receitar anticoagulantes para a prevenção. Sendo assim, destaca-se a importância de um acompanhamento profissional, tanto para prevenir a condição quanto para manejá-la depois que houver um episódio de trombose.
Para maiores informações, consulte um especialista de sua confiança!

Agenda semanal Clínica Biocentro em Pedreiras
CLÍNICA BIOCENTRO - Excelência em Saúde!
Avenida Rio Branco, Nº 691 centro, Pedreiras - MA