João Pereira / Foto: Rede Social 
A Polícia Civil do Maranhão prendeu na manhã desta sexta-feira (31), um vaqueiro identificado como “Nó Cego” no município de Santa Luzia do Paruá.

Ele é acusado de ser o executor do vereador de Maranhãozinho, João Pereira Serra (PSD), também conhecido como “Jango”.


O crime ocorreu por volta das 6h da manhã do último dia 23 de abril, portanto, a prisão de “Nó Cego” acontece 38 dias após o assassinato.

“Nó Cego” matou o parlamentar a mando de um advogado que mora em São Luís, filho de um Promotor de Justiça aposentado com sobrenome político muito conhecido na cidade de São João Batista-MA.
Esse advogado, que também deve ser preso, possui uma fazenda ao lado de outra propriedade pertencente ao pai do vereador assassinado.

“Nó Cego” é funcionário e uma espécie de capanga do advogado apontado como mandante do crime. O executor é, também, caseiro da fazenda do autor intelectual do assassinato, aonde foi aprendido nesta manhã arma e munição.





Fonte: Blog Maycon Alves.

Veja também:


Publicidade:
Rua da Independência - Nº 244 - Pedreiras - MA

Avenida Rio Branco - Nº 691 - Pedreiras - MA