Josimar / Foto: Polícia Civil
A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através do 2º Distrito Policial da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras - MA, deu cumprimento na tarde de hoje (08), por volta das 16h, um  mandado de prisão temporária exarado em desfavor de Josimar Moura Sousa, residente na cidade de Lima Campos - MA.
Josimar suspeito pela prática do crime de extorsão mediante sequestro efetivado na cidade de Pedreiras, o crime aconteceu no 22 de agosto de 2018, na ocasião parentes do tesoureiro do Banco do Brasil de Pedreiras foram sequestrados e levados para um cativeiro, mas foram liberados horas depois. Segundo o delegado regional Diego Maciel, desde a consumação do crime a Polícia Civil trabalhou na colheita de elementos informativos para subsidiar o inquérito policial e oferecer representação pela prisão temporária de Josimar.
"Deve estar alicerçada em técnicas e métodos específicos, os quais, uma vez consubstanciados em princípios e regras constitucionais, sejam capazes, cientificamente e com base nos mais elevados valores éticos e morais, de produzir justiça e paz social.
Portanto, mais um crime grave da região do Médio Mearim é devidamente elucidado pela Polícia Civil do Estado do Maranhão
" Destacou Diego Maciel.

O inquérito policial será concluído no prazo legal.
A investigação criminal é um instrumento de defesa da cidadania e uma vez possuidora de dupla função (prevenir e reprimir práticas delitivas),

Participaram da operação o Delegado de Polícia Civil, Dr. Périkles Lima, que coordenou o feito, bem como o Delegado de Polícia Civil, Dr. Diego Maciel Ferreira, e os investigadores de Polícia Civil Arielton de Oliveira Visgueira, Herbethy de Tácio Rodrigues, Maykon de Azevedo Almeida e Marcílio Thyago Coelho.




Abaixo reportagem feita pela TV Rio Flores na época do crime:





Clínica BIOCENTRO / Pedreiras - MA.
 
Casa dos Eletrônicos / Pedreiras - MA.