O Secretário de Segurança Pública do Estado do Maranhão, Jefferson Portela, apresentou nesta sexta-feira (05), na Sede da Polícia Civil, o balanço das prisões efetuadas nos primeiros dias do mês de abril, além de serem fornecidas informações quanto às ações de combate à violência e à criminalidade que estão sendo implementadas no Estado.

Continua depois da publicidade:
Clínica BIOCENTRO / Pedreiras - MA
 A meta inicial da ação foi para cumprir 47 mandados, que em reunião com o excelentíssimo governador Flávio Dino junto a cúpula de segurança do estado, determinou ações fortes contra roubo a residência, roubo a instituições financeiras, roubo a coletivos e homicidas. Inicialmente, foi estabelecido 47 alvos, ou seja, 47 mandados de prisões a serem cumpridos, que com a excelência dos resultados se chegou a 62 mandados de prisão cumpridos em 5 dias de operação, um número significativo para o sistema de segurança do estado.
Hoje temos a maior prisão coletiva de autores de crimes diversos da história do sistema de segurança, foram em 5 dias, 62 mandados de prisão cumpridos, sendo que uma parte deles presa no estado do Rio Grande do Sul, através de pedidos de prisão da Polícia Civil do estado do Maranhão. Isso será uma regra, ou será preso em flagrante ou será representada por prisões preventivas, e buscá-los onde quer que estejam”, assegurou o secretario Jefferson Portela.

O modelo será implantado definitivamente para encargo da Polícia Civil, os que não forem alcançados logo no primeiro momento pela Polícia Civil, será distribuído para a Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Guarda Municipal para que todo o sistema passe a procurar os criminosos, se não for preso em flagrante delito, será representada pelas prisões preventivas.

Crime é crime não importa, o autor, ou a pessoa é inocente perante a lei ou é autora de delitos e neste caso não importa seu cargo, seu patrimônio, seu nome e a sua posição social, ou é autor de crime ou não. São só exclusivamente essas duas vertentes que são consideradas para a ação de investigação criminal do estado do Maranhão”, afirmou o secretário Jeferson Portela.

O secretário lembra ainda que a segurança é também uma política pública essencial e que agora está alcançando de forma eficaz todo o estado.
Estavam presentes na ocasião o Delegado geral, Leonardo Diniz; Coronel Pedro Ribeiro, subcomandante Geral da Polícia Militar; Delegado Lúcio Reis, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Delegado André Gonssain, entre outras autoridades e convidados.

Fotos: Nilson Figueiredo. Texto: Carla Andrade.


Casa dos Eletrônicos / Pedreiras - MA.