Em entrevista coletiva realizada na manhã da última sexta-feira (11), no auditório da sede das Promotorias da Capital (Calhau), o Ministério Público do Maranhão apresentou detalhes sobre o oferecimento da Denúncia contra os quatro envolvidos na morte dos pais do deputado federal Cleber Verde, Maria da Graça Cordeiro Mendes e Jesuíno Cordeiro Mendes, ambos idosos.

O crime foi cometido na tarde do dia 14 de julho deste ano, na zona rural do município de Turiaçu.

Foram denunciados Jeferson Silva da Costa (também conhecido como “Nhonhonga”), Elielson Cardoso Paiva, Daniel Paiva e José Fernando Ferreira do Nascimento (mais conhecido como “Elétrico”), pelos crimes de latrocínio, tortura, associação criminosa e corrupção de menores. Se condenados, os quatro podem receber, individualmente, uma pena aproximada de 80 anos de prisão.


O inquérito foi concluído pela Polícia Civil. A Denúncia foi oferecida pelos promotores de justiça Jorge Luis Ribeiro de Araújo, Frederico Bianchini Joviano dos Santos, Reinaldo Campos Júnior e Igor Adriano Trinta Marques.

De acordo com o promotor de justiça Frederico Bianchini, os quatro envolvidos cometeram duas séries de crimes. Contra Maria da Graça Mendes, praticaram latrocínio e tortura. Em relação ao companheiro dela, Jesuíno Mendes, cometeram latrocínio. Também foram praticados os crimes de associação criminosa e corrupção de menores.

O promotor de justiça Igor Adriano Trinta Marques ressaltou que o MPMA vai continuar acompanhando com atenção os desdobramentos da Denúncia, agora no âmbito do Judiciário. “Este caso chocou a comunidade e todo o Maranhão. Foi cometido com requintes de crueldade e vitimou dois idosos”, enfatizou.

O CRIME

Para cometerem o crime, Jeferson Silva da Costa, Elielson Cardoso Paiva, Daniel Paiva e José Fernando Ferreira do Nascimento corromperam três menores de 18 anos. Eles assassinaram Graça Cordeiro Mendes e Jesuíno Verde utilizando forte violência, incluindo tortura, na fazenda onde o casal morava, localizada no povoado Limão. Os idosos foram mortos por ferimentos causados por arma de fogo e punhal.

De acordo com a apuração, Fabio Conceição Cardoso (morto posteriormente em confronto com a polícia) e Daniel Paiva eram da região do povoado e imaginavam que o casal possuía objetos valiosos. Sendo assim, com os outros envolvidos planejaram o assalto à residência.

Durante a ação, além dos assassinatos, os quatro roubaram dois revólveres calibre 38, três espingardas cartucheiras calibre 20, um relógio de cor preta, uma pulseira dourada e dois aparelhos de celular, além da quantia de R$ 4 mil reais.

LATROCÍNIO

Segundo a investigação, Jeferson teria ido à fazenda de carona com José Fernando, que o deixou no local para se juntar aos outros comparsas. Ao sair, Fernando disse que ligaria para Jefferson, caso a polícia aparecesse no povoado.

Para obter informações sobre objetos valiosos, os envolvidos invadiram a residência da fazenda e constrangeram e humilharam Maria da Graça Mendes, mediante tortura física.

Conforme o depoimento de Jeferson, a vítima logo começou a dizer onde estavam os objetos e este, na companhia de Elielson, foi para o quarto do casal onde encontrou o material.

Enquanto subtraíam os pertences das vítimas, a idosa foi esfaqueada por Fabio Cardoso e Daniel Paiva. Ao voltar para a sala, Jeferson e Elielson encontraram Maria quase já sem vida.

Enquanto isso, Jesuíno Verde estava no quintal e não teria escutado o que aconteceu no interior da residência. Por isso, foi rendido por Daniel, que portava uma espingarda. Em seguida, Fábio Cardoso teria tomado a arma do comparsa e atirado contra Jesuíno. Daniel completou o serviço desferindo diversos golpes de faca na vítima, causando sua morte.

ADOLESCENTES

Um dos três adolescentes envolvidos ficou vigiando o lado de fora da fazenda, para avisar se aparecesse alguém. Os outros dois ficaram aguardando os envolvidos em um rio, localizado nos fundos da fazenda, e lá teriam recebido as armas e objetos furtados, levando o material para a casa do tio de um dos adolescentes.

Já o dinheiro roubado foi dividido entre os quatro idealizadores do crime, que fugiram do local de maneira separada. Fabio e Elielson escaparam cada um em uma motocicleta, enquanto Jeferson e Daniel fugiram pelo mato.

Após diligências, a polícia encontrou o local onde três dos quatro envolvidos estavam escondidos. Na ocasião, Fabio Cardoso veio a óbito.

MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

Os três jovens, menores de 18 anos, já respondem a medidas socioeducativas, previstas no Estatuto da Criança e Adolescência (ECA), pelo envolvimento no caso. Na coletiva, o promotor de justiça Reinaldo Campos Júnior informou que o MPMA investiga o envolvimento de mais dois adolescentes no fato.


Publicidade: