O vereador e presidente da Câmara Municipal de Poção de Pedras, Valney Gomes, procurou a Polícia Militar na manhã desta sexta-feira (28), por volta 10h30min, informando que teve seu veículo uma Toyota Hilux SW4 2012 de cor prata e placa: NXI-7243 Castanhal - PA levado da frente da Câmara de Vereadores por uma pessoa, que o mesmo não soube precisar quem era.

Segundo informações, o indivíduo teria usado uma chave reserva pra levar o veículo. A caminhonete é financiada. Mas ainda segundo o parlamentar, está com os pagamentos em dia. Os policiais militares orientaram Valney a fazer os procedimentos na Delegacia de Polícia Civil registrando a ocorrência.

Os PMs informaram a situação ao comandante do 19º BPM, major Ricardo Carvalho, por se tratar de uma situação que envolve autoridade do município de Poção de Pedras.

A guarnição de serviço fez buscas no intuito de encontrar o veículo mais não obteve êxito. Os PMs confeccionaram o boletim informativo, e apresentaram na Delegacia de Polícia Civil do município.

Continua depois da publicidade:


Porém, circula em grupos de WhatsApp da região Médio Mearim, um vídeo, onde o vereador Valney Gomes, é acusado de dar calote de R$ 40 mil em um motorista do município.

Segundo denúncia de Wellmison do Espírito Santo Pinheiro, publicada nas redes sociais, Valney não paga o veículo alugado pela Câmara de Vereadores desde o mês de janeiro. O carro custaria R$5 mil reais aos cofres públicos e seria usado para o deslocamento pessoal do vereador.

Wellmison ainda acusa o presidente da Câmara de não pagar os débitos relativos a seguro e licenciamento do veículo SW4 4×4.

As acusações também viraram caso de polícia, após o motorista registrar um boletim de ocorrência contra o vereador, na Delegacia de Polícia Civil.

Valney também postou um vídeo nas suas redes sociais, relatando que está sendo vítima de perseguição política.

Publicidade: