Especialistas em saúde defenderam o adiamento das eleições municipais de 4 de outubro, pelo menos por um ou dois meses.

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, afirmou que uma proposta aprovada pelo Congresso deve prever situações excepcionais, como datas diferentes de votações para cidades mais atingidas pelo coronavírus.

O senador Weverton (PDT-MA), relator da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 18/2020) que pode adiar as eleições, afirma que a situação é excepcional, mas que as eleições vão acontecer ainda em 2020, sem prorrogação de mandatos.

Fonte: Agência Senado


Publicidade:
FINSOL MICROFINANÇAS - Ligue: (99) 9. 8261-0035