Na manhã desta sexta-feira (12), no município de São Luís Gonzaga do Maranhão, a população ficou assustada com um fato ocorrido nos estúdios da emissora de rádio; FM Sucesso.

No dia em que comemora 166 anos de emancipação política, a cidade se deparou com áudios espalhados em vários grupos, que comprovam a forma  ditatorial em que várias pessoas dentro dos estúdios da emissora, impuseram contra Solon Radialista e o Blogueiro Valdemir Oliveira. Que dividem a bancada do programa A Voz do Povo, que assim como o programa Conexão Direta, apresentado semanalmente por Ivan Salles, denunciam os desmandos da gestão local.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, registrado na delegacia de Polícia Civil de São Luís Gonzaga do Maranhão, sob o Nº 112464/2020 às 10h 17m.

O prédio onde funciona a emissora, teria sido invadido por três homens, e que os mesmos, estariam armados com revólveres, e o mais grave, armas em punho. Ainda de acordo com os relatos no B.O, os três homens, estariam acompanhados de uma senhora e outro homem. Durante a situação preocupante e que por pouco não termina em tragédia, um dos computadores da rádio teria sido quebrado e cadeiras arremessadas contra o blogueiro Valdemir Oliveira, que posteriormente, foi averiguado vários hematomas pelo corpo.

Outro ponto que chama a atenção, é o fato de um dos aparelhos celulares do blogueiro ter sido tomado a força por um dos agressores, que recentemente, presta serviços como uma espécie de "porta-voz" do prefeito de São Luís Gonzaga do Maranhão. Outra informação que consta no Boletim de Ocorrência, é o fato de um dos invasores/agressores se tratar de um vereador da cidade, o que precisa ser averiguado também por parte da Câmara Municipal, já que é um representante do povo, e não pode se prestar a tais práticas.

Veja abaixo fotos que comprovam a forma arbitrária  em que os dois profissionais de imprensa foram subjugados, durante o exercício de suas funções.








Fonte: Blog do Vanilson Rabelo


O Blog RICARDO FARIAS repudia qualquer ato de violência contra a imprensa, e se solidariza com os profissionais agredidos em São Luís Gonzaga do Maranhão.


Publicidade: