No Maranhão, cerca de 9.700 domicílios receberão telefonema de entrevistadores do IBGE.

Começou, nesta segunda-feira (4), a coleta por telefone da PNAD Covid, uma versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, em parceria com o Ministério da Saúde, para quantificar a ocorrência de Covid-19 e os impactos da pandemia no mercado de trabalho.

No Maranhão, são 156 profissionais atuando na PNAD Covid, entre entrevistadores, supervisores, coordenação e apoio. A amostra terá aproximadamente 9.700 domicílios pesquisados no estado.

A pesquisa vai revelar a quantidade de pessoas que tiveram os sintomas de Covid-19, como febre, tosse, dificuldade de respirar, falta de paladar e olfato, fadiga, náusea e coriza. Será identificada a parcela da população que procurou atendimento e em quais tipos de estabelecimentos de saúde. Para os que não buscaram atendimento, o IBGE investigará como trataram os sintomas.

A PNAD Covid também vai acompanhar as mudanças no mercado de trabalho neste período de pandemia, abordando questões sobre a prática de home office, os motivos que impediram a busca por emprego e os rendimentos obtidos pelas famílias.



VÍDEO:

Publicidade: