Uma onça pintada foi morta a tiros na tarde da última quarta-feira (12), no povoado Centrinho, zona rural do município de Lima Campos - MA.

O suspeito de ter matado o animal raro, se apresentou no DPM em Lima Campos, e confessou o crime ambiental. O homem identificado pelo nome de Lucas Santos de Moraes, de 46 anos de idade, morador do povoado Vila Esperança em Peritoró, concedeu entrevista para o repórter Marcos Limma, e contou como matou o animal.

Ele disse que foi atacado pela onça, e para se defender, efetuou um disparo em direção do animal. Ainda de acordo com os relatos do homem, o animal evadiu-se, sendo encontrado sem vida a poucos metros do local onde houve o disparo.

Lucas retornou ao povoado Centrinho, e solicitou a ajuda de três indivíduos para fazer o transporte do animal, na casa de sua mãe, o homem retirou o couro da onça e descartou as vísceras em um terreno aproximadamente 100 metros da residência, e distribuiu a carne para várias pessoas. 

Continua depois da publicidade:
Várias fotos da onça morta foram divulgadas em grupos de WhatsApp da região. O caso foi registrado na 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedreiras, para que o delegado tome as medidas cabíveis. No povoado, Polícia Militar apreendeu duas espingardas de fabricação artesanal. 

Segundo a legislação brasileira, matar qualquer animal silvestre é crime ambiental punido com pena prevista de seis meses a três anos de prisão, e multa.

A onça-pintada é considerada um animal em extinção pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), sendo o maior felino do continente americano e já foi considerada extinta em muitos países onde a caça ainda é permitida.








Publicidade: