Uma semana ativa com esclarecimentos nas redes sociais e em palestra Temática na Unidade Integrada Artur Azevedo
É muito comum a adolescente grávida abandonar a escola. Nessa situação, é importante incentivá-la a continuar estudando.

A gravidez na adolescência requer certos cuidados e é um assunto que deixa os pais das adolescentes e até a própria adolescente preocupados. pensando nisto o Conselho Tutelar de Lima Campos está executando no período de 3 a 8 de fevereiro uma campanha de ação relacionada a Semana de Prevenção da Gravidez na Adolescência, onde os membros do mesmo estão utilizando as redes sociais com importantes esclarecimentos sobre o tema.

Para um contato mais próximo, a equipe se uniu com Profissionais da SEMUS - Secretaria Municipal de Saúde e realizaram na tarde do último dia 05 uma palestra especificamente para os alunos da Unidade Integrada Artur Azevedo com o propósito de esclarecer, questionar e compartilharem experiências para que o assunto fosse transmitido de forma eficaz e com propósitos reais para a prevenção.

Considera-se adolescência o período de 10 a 19 anos de idade, sendo compreendida como o período de vida a partir do qual surgem as características sexuais secundárias e se desenvolvem processos psicológicos e padrões de identificação que evoluem da fase infantil para a adulta, entre eles a transição de um estado de dependência para outro de relativa autonomia.

Confira aqui as imagens desta ação e leia o artigo abaixo!

Os adolescentes devem procurar se entrosar com a comunidade, estarem inseridos na escola, procurar se afastar das drogas, que não trazem nada positivo para eles. Devem seguir os preceitos da sua família, as orientações por eles repassadas, para que possa seguir uma rotina saudável.

Os adolescentes hoje em dia são muito espertos, sabem muito sobre diversos assuntos e estão nas redes sociais. Mas parece que muitos não sabem identificar por exemplo quando é o período fértil da adolescente.

A adolescente deve conhecer o seu organismo, ela deve observar a menstruação, marcar durante uns três meses o dia em que veio a menstruação e ver qual é o ciclo, que pode ser de 28 em 28 dias ou de 30 em 30 dias. É mais ou menos na metade deste ciclo, no caso do ciclo dos 28 dias, no 14º dia, que ela pode perceber uma secreção, que a deixa mais úmida, é o período mais provável que ela esteja ovulando. É importante começar a contar do primeiro dia da menstruação, conta-se 14 dias e no 14º dia em média é que vai ocorrer a ovulação

Como é que a adolescente pode saber se ela realmente está grávida ou não?

O primeiro sinal é a falta da menstruação. Se a menstruação vinha regularmente e está atrasada é o primeiro sinal de alerta. muitas vezes ela sente alguns sintomas como: dor no seio, enjoo. Esses podem ser os primeiros sinais da gravidez.

O que fazer quando uma adolescente desconfia ou descobre que está grávida?

Geralmente a adolescente fica confusa pois a notícia causa um certo desconforto tanto para ela quanto para família. Mas ela deve conversar, procurar um apoio primeiro do seu companheiro ou namorado, eles devem estar juntos nessa questão pois o menino também é o pai da criança. Depois a adolescente deve procurar alguém da família com quem tenha mais facilidade de conversar, podendo ser sua mãe, tia, pai, irmã ou irmão e contar inicialmente para essa pessoa e depois deve contar para sua família. Em seguida fazer uma consulta na unidade de saúde. É muito importante a gestante contar, por que não adianta ficar escondendo, muitas adolescentes escondem e contam aos demais somente quando a barriga já está aparecendo e isso vai dificultar o acompanhamento, pois irá deixar de fazer o atendimento de pré natal e é muito importante fazer os exames.

Existem riscos em uma gravidez na adolescência? Se existem quais são?

Os riscos físicos da gravidez não são grandes se ela fizer o pré natal adequadamente. Ela deve começar cedo o pré natal para evitar que aumente a chance do bebê nascer prematuro, com peso abaixo do adequado. Ela pode desenvolver pré-eclampsia, que seria o aumento da pressão arterial. Outros riscos seriam os riscos sociais e emocionais.

Qual deve ser o papel da família em relação a adolescente grávida?

O papel da família é fundamental e precisa dar apoio a adolescente. Geralmente a família, no primeiro momento, leva um choque, briga, mas é muito importante dar apoio para ela continuar estudando e continuar com um projeto de vida, continuar trabalhando caso ela esteja empregada. O apoio da família é fundamental.

E qual deve ser o papel dos pais na prevenção da gravidez na adolescência?

Acredito que o diálogo com os filhos e falar de sexo com certa naturalidade é fundamental. Sabemos que não é fácil, muitos pais não conseguem falar sobre isso com seus filhos, mas procurar uma certa abertura, por exemplo ao assistir uma novela que aparece cena de sexo, e aproveitar para comentar isso na família. Se o adolescente tem dificuldade de obter orientação na família ele pode procurar a escola também. Na escola muitas vezes os professores estão um pouco mais preparados para dar orientação para essa adolescente.

Muita gente quando fala em adolescência, sexualidade, se preocupa somente com a questão da gravidez, mas as doenças sexualmente transmissíveis não deveriam preocupar mais ainda?

Realmente, por que as doenças sexualmente transmissíveis estão ai, principalmente a aids. A aids também se transmite através do contato sexual e são muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis e a gonorreia. Há uma doença que antigamente era conhecida como crista de galo, que é o condiloma, ele é o vírus HPV que está ligado ao problema no colo do útero. É muito importante se prevenir das doenças sexualmente transmissíveis.










Publicidade: