Após ser preso pela polícia militar da cidade de São Roberto, na última terça-feira (14), em companhia de mais três elementos, Romário Batista de Sousa, de 23 anos de idade, assassino confesso da empresaria Rayra Feitosa, foi transferido juntamente com seu irmão, o também criminoso identificado como Luis Davi Batista de Sousa, para a UPR – Unidade Prisional de Ressocialização de Presidente Dutra – MA.
Continua depois da publicidade:
Avenida Rio Branco - Nº 691 - Pedreiras - MA
 Romário é apontado pela polícia civil como autor dos disparos que mataram a empresária Rayra dos Santos Feitosa na madrugada do último dia 02 de maio em frente sua casa no Bairro Campo Dantas.
De acordo com César Ferro, Romário estava escondido numa cabana no meio do mato. Desde a prisão de Bartolomeu Ribeiro (mandante) e Amós Américo (participante), a polícia civil passou a monitorar todos os movimentos de Romário até ter a certeza de onde ele estava. “Foi aí que pedimos a cooperação da Guarda Municipal e da Policia Militar de São Roberto no sentido de prender esse elemento, o que de imediato foi feito”, declarou o delegado.
Ao ser preso Romário Batista confessou ser ele o autor dos tiros que tiraram a vida de Rayra dos Santos Feitosa, conforme vídeo gravado pela polícia.


Família de criminosos
Ainda de acordo com o delegado, junto com Romário estava um irmão dele, Luís Davi Batista de Sousa, preso por porte ilegal de arma de fogo. “Tão logo foi preso, o Luis Davi confessou o assassinato de uma pessoa identificada por Mateus; esse crime teria ocorrido há três meses nas proximidades da Tenda do Povão em Presidente Dutra”, finalizou César Ferro
Romário e Luis Davi saíram da 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedreiras, no final da tarde desta terça-feira direto para a 13ª Delegacia Regional, onde prestarão depoimentos para em seguida serem encaminhados para a UPR – Unidade Prisional de Ressocialização de Presidente Dutra onde ficarão à disposição da Justiça.

- Com Informações: Blog do Adonias Soares.

Amós Américo (participante)

Rayra Feitosa (Vítima)

Bartolomeu Ribeiro (mandante)

 Leia também:



Publicidade:
Rua da Independência - Nº 244 - Pedreiras - MA