Mário Ottoboni fundador do método APAC, dizia que - "Todo Homem é maior do que seu erro". É com esse pensamento que dois jovens, detentos da penitenciária de Pedreiras estão tentando dá sentido à vida.


Os dois jovens que não iremos relatar os crimes cometidos por eles e nem vamos idetificá-los, estão no regime semiaberto e tem a oportunidade de sair para trabalhar. Ao adquirir o direito de deixar a penitenciária para trabalhar durante o dia, um dos jovens foi cuidar da chácara de um advogado, o outro foi trabalhar no serviço público municipal. Só que os dois não estavam muito satisfeitos com as funções que estavam exercendo.


Foi ai que surgiu a idéia de montar um salão de cabelereiro especializado em corte masculino. Já que os dois tinham adquirido experiência cortando os cabelos dos companheiros dentro da penitenciária. Com o apoio da Assistente Social Silvia Cristina e do Chefe de escolta Marcelo Diniz, os dois recuperando conseguiram torna a idéia em realidade e montaram o salão no bairro Prainha em Pedreiras - MA.

Segundo Sílvia e Marcelo, a penitenciária de Pedreiras tem como prioridade trabalhar a parte educacional dos recuperandos, dando oportunidades deles conseguirem um trabalho após o pagamento da pena.

"Marcelo e eu ficamos felizes, pois sabemos que o trabalho dignifica o homem e a penitenciária de Pedreiras prima muito na questão do trabalho e da educação la dentro como forma de ressocialização deles" disse Silvia Cristina assistente social.

Então que os dois jovens continuem firmes nos seus propósitos, continuem acreditando que o trabalho torna o homem digno e continue servindo de exemplo para os companheiros de penitenciária e familiares.


Publicidade: MM Gesso 3D 

Publicidade: Casados Eletrônicos.