Ao gravar um vídeo na comunidade em que mora, em Juçatuba, no município de Icatu, o garoto Danielson, de apenas 12 anos, contou que tinha como sonho ser policial militar, mas que a atual situação da família, que vive em uma casa de barro e em condições degradantes, impossibilitaria a realização do sonho.


Pedindo também ajuda a quem pudesse colaborar com alimentos para a família, o jovem não esperava que a ajuda viria logo da instituição que ele tanto admira. Isso porque o vídeo gravado pelo garoto chegou ao conhecimento dos policiais da 3º Companhia, responsável pela região, que, de imediato, se mobilizaram e organizaram uma “vaquinha” com a ajuda dos próprios colegas de profissão.

Do esforço conjunto os agentes conseguiram arrecadar 25 cestas, que foram entregues pessoalmente pelos policiais à família do garoto.

“Ficarmos consternados com a triste realidade do Danielson. Ao chegarmos lá, vimos que a situação era pior do que imaginávamos. Ficaram super felizes com as cestas básicas. Eles não tinham onde dormir, usavam só panos finos forrando no chão. Não tinham energia elétrica, não tinham fogão, não tinham roupas, não tinham material de higiene pessoal, não tinham medicamentos, etc.

Afirmou o capitão Neres, comandante da 3º Companhia e que encabeçou, juntamente com outros policiais, a arrecadação dos donativos.

Segundo o oficial, além das cestas entregues, os policiais conseguiram doar ainda roupas, camas, entre outros itens.

“Voltamos de lá com a promessa de ajudarmos de uma melhor forma. Arrecadamos mais doações e voltamos lá com camas para todos, mais cestas básicas, inúmeras roupas, muitos materiais de higiene pessoal e vários medicamentos. Tudo para tentar mudar a realidade daquela família”, finalizou.

O encontro foi registrado em fotos e demonstra o agradecimento do jovem e de sua família com ação dos policiais militares.



Publicidade: