07 de maio de 2020, essa foi a data da primeira morte por Covid-19 registrada no município de Pedreiras - MA.


Passado um ano desde que a covid-19 fez sua primeira vítima na cidade de Pedreiras, a professora Maria de Lurdes Silva Oliveira, a pandemia atingiu hoje a marca de 85 óbitos no município. Um número triste, que reflete o quanto a covid-19 pode ser letal. Ainda segundo os dados da secretaria municipal de saúde, na data de hoje 3.258 pessoas estão curadas da Covid-19 em Pedreiras. 

BIOGRAFIA | Maria de Lurdes Silva Oliveira

Filha de João Francisco dos Santos e Maria José Silva, nascida em 24 de julho de 1949, começou a trabalhar ainda muito jovem no comércio do Senhor Batistinha (Antiga Casa Santa Luzia), e era a primogênita de 7 irmãos.

Trabalhava e ajudava sua mãe no sustento da casa. Casou-se com José de Ribamar Oliveira, seu primeiro e único namorado, com quem teve 07 filhos. A importância do conhecimento sempre estava presente em sua vida, e foi com essa certeza que, numa época em que o papel da mulher era cuidar do marido, da casa e dos filhos, ela decidiu estudar.

Trabalhava no comércio durante o dia (A avó materna ficava cuidando dos filhos) e à noite estudava ( a vizinha, amiga e comadre Dalvinha ficava com as crianças até ela chegar da escola) trabalhou em diversas escolas da cidade de Pedreiras, entre elas: Olindina Nunes Freire, onde também foi diretora por 9 anos, Escola Beatta Paula Frassinette e Colégio Corrêa de Araújo.

A vontade de evoluir profissionalmente era visível, mas o trabalho, os filhos, o marido e a condição financeira não permitiam que ela fosse para a capital em busca de aprimoramento. Quando isso foi possível fez vestibular para Letras em uma universidade de Recife, passou e começou a tão sonhada graduação. Ficava 15 dias em Recife e 15 dias em sua cidade.

As dificuldades eram grandes, e em meio a estas dificuldades ela resolveu desistir do curso. Com o passar dos anos surgiu a FAESF em Pedreiras, que ofertava inicialmente dois cursos de graduação, Letras e Pedagogia. Ela viu surgir novamente a possibilidade de realizar seu sonho.

Começou a estudar, dessa vez aos finais de semana, formando-se em Pedagogia no ano de 2005. Sempre mostrou a seus filhos, através do próprio exemplo, que o estudo e o conhecimento é a mola propulsora para um futuro digno. Faleceu em 07/05/20 vítima da pandemia da covid-19, doença que assolou o mundo inteiro.

Fonte: Memórias e História da Educação de Pedreiras.

Escritor e Poeta Marcus Krause.