Segundo O Globo, os chefes do crime organizado querem que o STF derrube a portaria 157, assinada pelo ministro em fevereiro, “que proíbe o contato físico entre presos e seus familiares, além de reforçar o veto à visita íntima”.

A meta dos criminosos é voltar a comandar o narcotráfico de dentro da cadeia, por meio de bilhetes entregues a familiares e advogados.

Fonte: O Antagonista.


Publicidade: