Após conversar através de WhatsApp com o tesoureiro da Prefeitura de Anita Garibaldi, em Santa Catarina, como se fosse o prefeito, foi feito a transferência no valor de R$ 240 mil para a conta do grupo que vem aplicando golpes em ministros, prefeitos e deputados sob a coordenação do maranhense Leonel Silva Pires Júnior (foto abaixo).
Leonel/Foto: Polícia Civil 
A “Operação Fraude”  prendeu ontem (15), Leonel Júnior em um apartamento de alto padrão, no bairro do Turu, assim como o advogado José dos Santos Ferreira Sobrinho e mais Eliane Gonçalves Costa, Anderson Sombra Azevedo e Sérgio Farias de Araújo Júnior. Todos receberam dinheiro em suas contas do montante garfado da prefeitura do interior Catarinense. Com o chefe foi encontrado um carro importado avaliado em mais de R$ 400 mil.

Continua após a publicidade: 
Publicidade: MM Gesso 3D 
O golpe consiste em clonar os aparelhos celulares de prefeitos, deputados estaduais e federais, além dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Carlos Marun (Secretaria de Governo) e Osmar Terra (Desenvolvimento Social). A quadrilha fazia empréstimos emergenciais com devolução prevista para o dia seguinte, sempre usando nomes de amigos das vítimas e com a desculpa de que o limite da conta estava excedido naquele momento.










Fonte:  Blog do Luís Cardoso.